sexta-feira, 29 de maio de 2009

Para que serve a Reunião Pedagógica?

Na reunião pedagógica de ontem (28/05/09) lemos o texto abaixo. Ele foi escolhido porque vi que tem muito a ver com o que acontece na escola, principalmente a tendência de a reunião acabar se dirigindo para questões pontuais ao invés de ser um espaço de troca entre as pessoas envolvidas na educação.
Lemos o texto e discutimos:

-------------------------------------------------------------------------
Reunião Pedagógica: que espaço é esse?
*Marcelo Cunha Bueno

Deve ser um espaço coletivo, individualizado, ou ambos? Deve ser um espaço de reflexões ou de ações? Um espaço onde o pedagógico prevalece, ou o administrativo? Um espaço apressado ou vagaroso, generoso ou autoritário, burocrático ou dinâmico, de diferenças ou igualdades, de consenso ou de dissenso, de professores ou de "tios e tias", de formação e cultura ou de saberes técnicos? Que espaço é esse, afinal? Questões que rondam as cabeças de muitos educadores pelas escolas a fora de nosso país.
Não restam dúvidas de que a escola deve ser um espaço de formação. Uma formação que amplie o compromisso de atender aos segmentos de ensino propostos, mas também atinja a formação continuada de professores. Professores precisam de orientação! São muitas funções e responsabilidades que lhes competem: estudantes, conteúdos, pais, mães, parceiros de trabalho, sem falar em planejamento, avaliação, registros e reuniões com os pais e mães. Ações que exigem um pensar mais vagaroso, um olhar compartilhado e companheiro.
Falar da prática em escola não é somente contar da rotina ou oferecer algumas ilustrações, é falar sobre o currículo ou proposta da escola. Nesse sentido, as reuniões pedagógicas são excelentes instrumentos de discussão sobre os diferentes discursos "falados" pela escola.
Durantes as reuniões de grupo, fala-se demasiadamente das práticas, pensa-se muito no fazer, mas pouco se pensa sobre o pensar. A reunião pedagógica é a cara que a escola resolveu mostrar aos professores. Nela, devem ser discutidas questões que reflitam os conteúdos e papel que a mesma desempenha para as famílias que atende. A reunião é espaço de encontro, de escuta, de trocas e de transformação. Informações que viram conhecimentos, palavras que viram documento, vivências que viram experiências, e planos que se concretizam.
As reuniões pedagógicas são responsáveis por formar um professor que fale com propriedade do que a escola pensa. Devem ser um espaço de debate e articulação clara entre as questões administrativas e as pedagógicas. É fundamental esclarecer quais são os aspectos que podem ser influenciados pelos dois campos para que se evitem discursos trocados e argumentos atravessados. Devemos transformar o espaço de reunião pedagógica em, efetivamente, pedagógico, ou seja, transformador, de educação.
Devemos perseguir a formação, a transformação, o grupo, a indagação e os desafios colocados por nossa profissão. Sejam quais forem as caras que a sua reunião pedagógica tenha, uma coisa não se deve abrir mão: da generosidade de falar aos ouvidos daqueles que escutam as suas palavras, pois, no mínimo, o que se ganha com esses espaços é o tempo, que constrói uma cultura coletivizada de um grupo de educadores. Reunião pedagógica é espaço de implicação!

*Marcelo Cunha Bueno é diretor pedagógico da Escola Estilo de Aprender.
Disponível em http://www.aomestre.com.br/cll/V80_reuniaop.htm

--------------------------------------------------------------------------

Eu havia pensado em algumas questões que tornassem a reunião mais produtiva e motivadora para todas, pensando nas responsabilidades individuais e coletivas. Por isso, montei uma lista de combinados que acreditei que expressassem as expectativas de todas em relação à reunião. Li a lista e ouvi as professoras, que concordaram com todos os pontos da lista:

Combinados em relação à reunião pedagógica:

• As reuniões pedagógicas têm a duração de duas horas: das 17:15 às 19:15. A participação das professoras e assistentes é obrigatória, pois além de fazer parte do contrato de trabalho, proporciona tempo e espaço de reflexão e aprimoramento profissional. Temos tido faltas, atrasos e saídas antecipadas, o que prejudica o trabalho pedagógico.

• O principal objetivo da reunião pedagógica é a formação continuada dos professores e assistentes, através da reflexão sobre a prática pedagógica informada pela formação das professoras, pelo apoio da coordenadora e pelo estudo de textos que contribuam com a construção de novos conhecimentos por cada professora individualmente e pelo grupo como um todo.

• Para alcançar esse objetivo lançaremos mão de uma série de estratégias, tais como: a leitura de livros, artigos e outros textos relacionados aos temas que desejamos tratar; a apresentação de trabalhos realizados pelas professoras com seus alunos, umas às outras; visionamento de vídeos relacionados aos mesmos temas; análise de atividades realizadas pelas crianças; produção de material escrito; produção de material didático, etc.

• Não vamos mais discutir nessas reuniões questões corriqueiras, pois desperdiçam um tempo dedicado à formação. Questões individuais devem ser tratadas diretamente com a direção, a coordenação, a secretaria (Melina), a manutenção (Alexandre), a limpeza (Nivalda, Lucineide), a organização de materiais e de espaços coletivos (Fabiana). Se não forem resolvidas, comunicar diretamente à direção.

• Todas têm o dever de participar e o direito de falar, expressando suas necessidades, dúvidas, certezas, aprendizados e vivências. Têm o direto de serem ouvidas, respeitadas em suas opiniões e conhecimentos, recebidas pelo grupo com amabilidade. E todas têm o dever de manter respeito e usar de cortesia e boa-educação, não interrompendo a colega que fala, colaborando para um clima de harmonia e cooperação.

Depois disso, lembrei que tínhamos acordado a entrega de um registro escrito, sobre tema à escolha de cada uma, mas que eu não tinha recebido esses textos. Por isso, propus um tema mais fechado: "O que eu, como profissional, espero da escola". As professoras dedicaram algum tempo à escrita desse registro, e depois conversamos sobre as expectativas que a escola coloca sobre elas como profissionais. A lista do que elas acreditam que sejam essas expectativas ficaram assim:
Decicação; comprometimento; postura profissional; vontade de aprender; vontade de ensinar; bom desempenho nas funções; responsabilidade; parceria; cuidado co as crianças; cuidado com espaço físico; cuidado com material.

Acredito que temos um compromisso mútuo, de contribuir com a criação de um ambiente de trabalho gostoso e produtivo, e de melhorar constantemente como pessoas e profissionais. Se conseguimos cumprir este compromisso todos ganham: as crianças, as famílias, as professoras e a escola como um todo.

Um comentário:

E você, o que pensa sobre isso?